terça-feira, 16 de setembro de 2008

Estes Amigos

Shakespeare dizia que “os amigos são a família que nós permitiram escolher”. Essa frase para alguns pode não ter muito valor, mas para mim é completamente verossímil. Seja pela concepção, ou sua aplicação na vida. Cada um de nós tem amigos e estes são a família que cada um escolheu para lhe acompanhar durante essa caminhada chamada vida.
Somos então uma grande teia de pessoas entrelaçadas por ligações que denominamos: amizade. Estes dias estava pensando - meu deus ter amigos é fundamental para a vida do ser humano-, jamais quando se está longe da família e dos amigos que outrora não estão mais perto. A cada lugar novo, experiência, ou emprego, conhecemos mais pessoas e, estas podem vir a ser grandes companheiras de aventuras e histórias que só os amigos conseguem ter na vida.
Durante o pouco tempo que estou no Rio tenho tido o apoio, moral e psicológico, de irmãos maravilhosos. Gente que eu nunca tinha visto antes e que deve ter me achado um extraterrestre quando cheguei aqui. Imagina só, um cara que a cada dez palavras que fala, tem de citar “Santarém”, pelo menos oito vezes. Mas todos eles me compreendem, pelo menos de vez em quando, afinal sempre estamos discutindo a relação, para tentar melhorá-la. Cada um tem sua peculiaridade e isso nos faz ser um grupo unido e saudável de conviver.
Quando estava pensado no tema da crônica desta semana me veio à cabeça logo a amizade, afinal nos dias de hoje, com essa individualidade cada vez mais avassaladora, não podemos perder os amigos. Temos de valorizá-los e compreender que errar é humano. Não somos perfeitos. Nem queremos ser! Na relação de amizade não importa a perfeição e sim o conteúdo. É ai que esta a diferença entre “colegas” e “amigos”.
Creio que cada pessoa deve ter uma centena, milhares, milhões de amigos, mas a quantidade, nesse sentido, não importa. Do que vale um Orkut lotado, se na hora em que estiver chorando, você não receber nenhum depoimento ou recado... Do que vale uma agenda de celular com 500 pessoas, se nenhuma delas te liga para desejar feliz dia do amigo ou feliz aniversário.
Amizade se conquista. É uma obra que tem de ser construída de tijolo em tijolo. Cultivada no mais bonito jardim, onde cada momento de alegria se eternizará no nascimento das flores que irão compor a paisagem. Nossos amigos devem ser valorizados, sempre! Não podemos perdê-los, portanto quando errarmos vamos pedir desculpas e sorrir. A família dos amigos é fundamental para a vivência de cada um de nós.
Obrigado amigos!
Por Fábio Barbosa

2 Comentários:

Universus Particularis disse...

Sim, Fabio, concordo com você. Ter amigos e ser amiga é fundamental. Os amigos servem para nos ajudar nessa caminhada que se chama viver. Claro uns preferem caminhar sozinhos, não vou jugar, mas eu prefiro caminhar sempre acompanhada de bons amigos, como você.

Suely.

DIego Francisco DImasiado disse...

Fábio, seu texto é muito bonito. Contudo, devemos nos perguntar até onde se é aceito um pedido de desculpas, pois creio eu que existam coisas que vão além disso e que nem todas as explicações do mundo seriam aceitas para justificar falhas de "amigos", como uma traição, por exemplo, que naturalmente exclui o significado da palavra amizade. Como dizem por aí, errar é humano e não aprender é burrice. Mas, ainda assim, sou o tipo de pessoa que acredita que de boas intenções o inferno está cheio, por isso, amigo é muito mais do que isso. É preciso primeiramente saber se você é amigo de si próprio pra depois saber se está sendo dos demais.

Não estou dizendo que amigos cometem falhas, estas até demais, tudo isso no intuito de tornar uma amizade perfeita, mas ás vezes amigos por pensarem que estão ajudando, podem estar atrapalhando a vida do outro com suas "ajudas", mas enfim, o que é amigo pra você?: aquele que ajuda quando se necessita ou o que se silencia diante dos demais, preservando um amigo?